sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Cocô

O Victor anda com o cocô preso durante dias e quando vai fazer é uma luta. Ele fica muito tenso o que é muito ruim para um bebê da idade dele, ainda mais agora que tem que treinar para abandonar as fraldas...
Na última visita a pediatra, relatei a ela que ele não estava fazendo cocô diariamente, e já havia tomado algumas atitudes como reduzir os laticínios e aumentado os cereais e grãos sem muito sucesso.
Então ela decidiu que ele deveria tomar um remedinho para ajudar a hidratar as fezes que realmente estavam igual umas pedrinhas...não, digo... pedronas mesmo!

Este é o texto que espalhei pelas paredes de casa, para orientar papai, babá, vovó, titio, cachorro, gato e papagaio:

TREINAMENTO PARA LARGAR AS FRALDAS - Criança de 2 anos

1. Nesta fase é super comum a criança apresentar algumas retenções das fezes, principalmente por causa dos novos hábitos alimentares e também por conta de sua vontade exacerbada por brincadeiras, que faz com que prenda o cocô até que a vontade passe para continuar brincando. Por isso é muito importante que ela seja estimulada a fazer cocô e que esta nova descoberta seja feita em forma de brincadeiras e sem traumas...é importante relatar que este problema de cocô preso também é hereditário.

2. O Victor já está sendo estimulado fisiologicamente através de um remédio indicado pela pediatra para a idade dele, que deverá ser dado a ele pela manhã, na quantidade de 5 ml, antes de tomar café. É MUITO IMPORTANTE que o remédio (isso vale para todos) seja guardado em lugar alto para que ele não alcance, pois um vacilo pode trazer sérias conseqüências. Logo após a ingestão é importante que o copinho dosador seja lavado antes de guardar.

3. Este estímulo também está sendo feito através da dieta rica em frutas como laranja, mamão, abacate, uva, tangerina, maracujá, ameixa, maçã com casca, pêra; cereais, grãos, leguminosas e verduras. Ah! E bastante água!

4. A brincadeira: O Victor deverá ser estimulado a usar o banheiro como se fosse uma brincadeira. De forma divertida, chame-o para fazer cocô e leve para o banheiro livrinhos, revistas e outros brinquedos que possam fazer com que ele se sinta relaxado. Se ele, por acaso, negar a atividade, por favor leve o para brincar de outra coisa, como pintar ou brincar com carrinhos. Deixe passar 15 minutos e convide-o novamente. Lembre-se: esta atividade deve ser feita de forma natural, sem pressão, de forma alguma. Se ele quiser fazer fora dese horário pré estabelecido, isto é, se ele demonstrar está com vontade ou falar, deve proceder da mesma forma.
Horário para a atividade (colocar aqui o horário que ele costuma fazer cocô): __________________________________________________

5. Quando ele tiver terminado de utilizar o vaso, deixe-o praticar como se limpar e ajude-o se for necessário. Depois lavem as mãos e explique-lhe por que é tão importante se higienizar bem. Esses comentários vão fazer com que ele vá incorporando hábitos de higiene tão importantes nesta etapa.

6. Acione a descarga. Digam tchau ao cocô ou xixi a medida que vão desaparecendo. Aplaudam pelo sucesso conseguido. Não deixar ele subir no vaso para acionar a descarga, é perigoso ele pode cair!

8. É interessante também que ele fique sem fraldas, até que o xixi comece a incomodar. Quando isso acontecer oriente-o para pedir ajuda na próxima vez.

*Este texto tem a orientação, (além da pediatra do meu filho) da minha irmã e também pediatra pneumologista Jeanne Alecrim.

Um comentário:

Sam disse...

Olá, assino o feed do seu blog e linkei este post num texto meu sobre Enurese e encoprese no blog Mãe com filhos. :)